Uso de células-tronco para substituir próteses de silicone volta a ser discutido

Procedimento já é autorizado na Europa, e prevê crescimento na aplicação estética e reparadora no Brasil.  

As brasileiras podem ter mais uma opção para aumentar os seios: a aplicação de célula-tronco. A cirurgia para aumento dos seios mais utilizada no Brasil é a de prótese de silicone, com cerca de 110 mil procedimentos por ano, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a frente da lipoaspiração e até da cirurgia de abdômen.

As cirurgias com célula-tronco para aumento dos seios acontecem através da extração de gordura da região abdominal ou região interna do joelho, onde há maior concentração de células-tronco no tecido adiposo. O procedimento tem auxílio de uma máquina chamada de ‘Celution System’, que trata a gordura retirada com enzimas e a centrifuga até que as células-tronco sejam isoladas, para depois misturá-las com uma pequena quantidade de gordura que serão injetadas com seringas nos seios. Tal metodologia é possível, pois as células-tronco têm capacidade de proliferação, e se transformam em qualquer tipo de célula para aumento da região indicada; no caso, os seios.

O aumento dos seios com célula-tronco é um método inovador tanto para a área estética, como para mulheres afetadas por tumor nas mamas. No Japão, vinte mulheres que haviam retirado parte do seio devido a um tumor, se submeteram a uma experiência onde receberam enxertos de células-tronco nos seios, em 2006. Um ano depois, os cirurgiões envolvidos anunciaram o sucesso das cirurgias, onde todas as mulheres tiveram os seios reconstituídos, sem necessitar de próteses de silicone. Uma das principais vantagens é o aspecto natural mantido após este procedimento: “Estudos mostram que a aplicação de células-tronco derivados da gordura retirada da lipoaspiração aumenta em cerca de 4 centímetros a circunferência dos seios, e mantêm a pele macia e o resultado mais natural”, completa o cirurgião plástico Gustavo Tilmann.

O especialista Tilmann ainda aponta para um problema neste método: “Uma limitação nestes casos é que a quantidade de gordura utilizada para atingir certo tamanho é muito maior do que a prótese; uma aplicação de 200 mililitros nas duas mamas necessita de cinco vezes desse volume em gordura. Nem todas as mulheres têm essa quantidade de gordura no corpo para fazer a cirurgia em segurança, por isso, acredito que tal sistema não posa substituir por completo as próteses de silicone”.

Sobre Gustavo Tilmann

Formado desde 1997 pela Universidade Federal de Juiz de Fora, foi para São Paulo finalizar sua especialização em Cirurgia Plástica. Ele é especialista em Cirurgia Plástica pelo Conselho Regional de Medicina e pelo Conselho Federal de Medicina. O Dr. Gustavo Tilmann é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e atua nas áreas de cirurgia plástica estética, corporal, facial e bioplastia. Atende seus pacientes em um confortável consultório localizado no Itaim Bibi, em São Paulo.

Fonte: Tudo em Pauta, assessoria do médico Gustavo Tilmann.

LEIA TAMBÉM

Participação no programa Tudo Posso, Rede Record

Participação no programa Tudo Posso, Rede Record   Drª Daniela Ferreira Dias. especialista Onco Hemato, fala sobre o linfoma de…

LEIA TUDO >>

Casal ilustre do vôlei brasileiro armazenou as células-tronco do herdeiro Arthur

Mais do que ícones do esporte nacional, grávidos do herdeiro Arthur, os atletas Jaqueline Carvalho e Murilo Endres são referências…

LEIA TUDO >>

Nossas Pesquisas

O uso de células-tronco do cordão umbilical no tratamento de doenças A terapia celular vem sendo testada para o tratamento…

LEIA TUDO >>

RECEBA AS ÚLTIMAS NOVIDADES:  

© Copyright 2018 CORDCELL. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: mufasa