CÉLULA-TRONCO

Congelamento de Cordão

As células-tronco do sangue do cordão umbilical são importantes no tratamento de doenças

O sangue do cordão umbilical como fonte de célula-tronco para transplante de medula óssea começou a ser estudado na década de 80, sendo o primeiro transplante bem sucedido realizado em 1988, na França. Hoje, após inúmeros estudos e utilização em milhares de transplantes, o sangue do cordão umbilical é uma fonte consagrada de células-tronco para tratamento de doenças. E elas já são mais de 80! Veja quais são.

A CordCell foi pioneira no Brasil na coleta e armazenamento das células-tronco, iniciando suas atividades em 2001.

Dois anos depois, em 1998, a ciência descobriu a capacidade de transformação das células-tronco em outros tipos de tecidos especializados. Isso deu origem a novos estudos procurando aplicações desta característica no tratamento de outras doenças, além daquelas onde o seu uso já está estabelecido.

Os resultados verificados até o momento são promissores e apontam para a aplicação destas células em tratamentos rotineiros a serem estabelecidos nos próximos anos. Conheça mais sobre a evolução científica das células-tronco.

Uma das principais fontes de células-tronco utilizadas nos estudos é a do sangue do cordão umbilical, que até então era descartado após os partos.

Ela é a muito estudada devido à sua disponibilidade. Hoje se sabe que o sangue do cordão umbilical é rico em células-tronco de diferentes tipos.

Conheça a estrutura que a CordCell tem para cuidar das células-tronco.

A ciência hoje permite que as células-tronco coletadas do cordão umbilical do bebê possam ser armazenadas preservando a viabilidade dessas células por longos períodos.

Dessa forma, será possível usá-las imediatamente em caso de necessidade de tratamento do seu bebê ou de um familiar direto dele.



RECEBA AS ÚLTIMAS NOVIDADES:  

© Copyright 2021 CORDCELL. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: mufasa