Nova esperança para operários em Fukushima

Médicos pedem congelamento das células-tronco dos trabalhadores da Usina de Fukushima.  

Nova esperança para operários em Fukushima

Médicos oncologistas no Japão fizeram um apelo para a conservação de células-tronco dos operários que trabalhavam na central nuclear que entrou em colapso em Fukushima. A medida servirá para ajudar no tratamento caso esses trabalhadores, expostos a vírus mortais de radiação, desenvolvam câncer.

Os especialistas em câncer de quatro hospitais japoneses disseram em carta à revista britânica The Lancet, que será recomendável conservar as células-tronco de centenas de trabalhadores que tentaram evitar uma catástrofe nuclear, na central ao norte do Japão.

A técnica utilizada consiste em extrair células-tronco do sangue dos operários. As células serão utilizadas em alguns tratamentos para favorecer a produção de novas células nos pacientes que irão desenvolver tumores possíveis de serem eliminados por radioterapia.

As equipes que trabalharam em Fukushima foram expostas a condições extremamente perigosas para a saúde. Os técnicos tentaram extrair a água radioativa da usina para reparar o sistema de resfriamento dos três reatores acidentados.

Segundo o documento divulgado pelos médicos, os riscos envolvidos na operação exigem que se tomem medidas de precaução para proteger a saúde dos trabalhadores envolvidos na operação em Fukushima.

O fechamento completo desses reatores levará muitos anos. O risco de uma exposição acidental aumenta. Por isso, será importante congelar as células. A carta está assinada por uma equipe de cinco especialistas, dirigidos por Tetsuya Tanimoto, da Fundação Japonesa para a Pesquisa sobre o Câncer, e Shuichi Taniguchi, do Hospital Toranomon, ambos de Tóquio.

Fonte: AFP

Comentário:

Cada vez mais, está provada a importância das células-tronco e seus benefícios. Neste caso, se comprova que as pessoas nascem sadias e dependendo das exposições a que se submetem ao longo de suas vidas, podem desenvolver inúmeros tipos de doenças para os quais a chance de tratamentos só seria possível com células-tronco. Em nosso país, não há liberação das entidades oficiais ligadas à saúde para que pessoas sadias adultas retirem suas células e as armazenem porque envolve um procedimento de risco. Mas, no caso de Fukushima, a única chance para esses trabalhadores será guardar suas próprias células sadias porque certamente desenvolverão algum tipo de doença que necessitará recorrer ao tratamento com terapia celular, devido a exposição à radiação. Por esse motivo, armazenar células-tronco do sangue de cordão umbilical é a melhor alternativa, pois é um material precioso que está sendo jogado fora no momento do parto, por pura falta de informação.

Eliseo Sekiya
Pesquisador da Universidade de São Paulo – USP
Membro da Sociedade Internacional de Terapia Celular – ISCT
Diretor Científico da CordCell

LEIA TAMBÉM

Prêmio Julio Voltarelli Award

CordCell concorreu ao prêmio julio voltarelli award Veja: Poster ABTCEL – Dra. Andresa – 2014

LEIA TUDO >>

Esclerose múltipla deixa marcas no sistema nervoso e é via-crúcis para pacientes, do diagnóstico ao tratamento

Nos últimos 20 anos, o transplante de células-tronco …  

LEIA TUDO >>

Publicação no Site Sentir Bem menciona CordCell e fala sobre coleta e armazenamento de tecido do cordão umbilical durante o parto

Publicado no Site Sentir Bem (Site de Notícias).  

LEIA TUDO >>

RECEBA AS ÚLTIMAS NOVIDADES:  

© Copyright 2019 CORDCELL. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: mufasa